Uso histórico da Seiva de Bétula

Desde tempos remotos as populações locais têm esperado por este momento mágico, quando o coração da bétula prateada bombeia este líquido precioso, o qual aprenderam a extrair em harmonia com a bétula, sem danificar a generosa árvore. Quando um galho é cortado ou um buraco fino é perfurado no tronco, a "dama da floresta" deixa escorrer suas valiosas lágrimas, partilhando a sua incrível fonte de vida saudável com os seres humanos.

 

"Árvore da vida"

Durante séculos, essa seiva líquida da "árvore da vida", também conhecida como água de bétula, com um paladar delicado e requintado, vem encantando pessoas em todas as áreas onde esta espécie de árvore cresce, tendo-se tornado uma tradição em toda a Escandinávia , Rússia Branca e algumas outras regiões eslavas da Europa central. No entanto, esta tradição ancestral também é estendida a outras regiões europeias, como as terras altas da Escócia, a Alemanha e a Áustria. Também no lado oposto do continente Eurasiático, esta "bebida dos deuses" é tradicional, nomeadamente no nordeste da China, no Japão e na Coreia. Existem também várias referências sobre seu uso pelas populações indígenas da América do Norte.

 

"Elixir da vida"

Este “elixir da vida” generosamente partilhado com o Homem pela "árvore da sabedoria" tem sido consumido durante séculos, não só pelo seu sabor muito apreciado, mas também pelos seus nutrientes, pelas suas propriedades tónicas e revitalizantes. As propriedades da seiva de bétula são apreciadas sobretudo após o inverno, quando o corpo humano se encontra mais debilitado devido às doenças da estação, a uma alimentação menos rica em alimentos frescos e a uma vida mais sedentária.

As propriedades surpreendentes da Seiva de Bétula conduziram a que ela tenha sido usada na medicina popular como uma forma de ajudar a tratar e prevenir várias doenças . Entre outras, há referências do seu uso para doenças pulmonares, gota, doenças de estômago, pedras nos rins, constipações, infertilidade, função hepática deficiente, icterícia, escorbuto, diarreia, dores de cabeça, cólera, doenças de pele e reumatismo.

 

Tradicionalmente, tem sido também utilizada como um diurético suave e depurativo e em cosmética, nomeadamente para o crescimento e fortalecimento do cabelo, para a redução e prevenção de sardas, em diversas doenças de pele e na prevenção da calvície.

Seiva de Bétula, uma Dádiva da Natureza, um incrível bebida funcional!

Como a colheita da seiva, com estas características, só pode ser feita durante um curto período no início da primavera, e ela se pode estragar muito rapidamente após a colheita, para conservá-la, também era popular fermentá-la, produzindo uma cerveja ou um vinho, para o que se adicionava à seiva sumo de limão e mel.